quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

0

Aumento dos mares

Estou verdadeiramente preocupada. E não é só por causa do resultado do vestibular desta vez. Eu já tinha conhecimento sobre o problema do avanço dos mares, mas depois de uma notícia que vi no jornal “Diário de Pernambuco” na edição de domingo, 25 de dezembro, minha preocupação aumentou. Em uma lista de 20 lugares que podem desaparecer, devido esse problema, Recife (PE) está em 18º lugar. Grande maioria das pessoas acha que o problema está sempre longe e que não afeta suas vidas de modo algum certo? Mas e quando esse problema está tão perto, envolvendo o Brasil? Vale enfatizar que não é só Recife que está vulnerável no Brasil. O Rio de Janeiro também corre riscos.

Logo abaixo dessa notícia, havia uma entrevista com uma pesquisadora (não lembro o nome dela, nem o local onde trabalha) dizendo que o problema do avanço dos mares não estava relacionado com as mudanças climáticas. Tecnicamente, ela está errada. Em minha opinião pelo menos. Quer saber por quê? Pensem comigo: o aquecimento global não é mais novidade para ninguém e as mudanças climáticas estão relacionadas a isso; se o planeta aquece, as geleiras derretem e a água encontrada nelas precisa ir para algum lugar; logo, resulta no nível do mar, que está avançando em diversos lugares do mundo. Estou errada? Se estiver, por favor, me corrija. Estou escrevendo baseada em meus conhecimentos. Não fiz nenhuma pesquisa aprofundada neste assunto.

Acredito que a preocupação não é só minha, e também não é só dos moradores de Recife. Mas tenho certeza que qualquer um pode chegar à mesma conclusão: o único modo de evitar que o problema fique maior é a consciência. Todos já foram alertados sobre o modo de preservar o ambiente e etc. Nesse momento, pequenos atos já fazem uma grande diferença.

Comentários: